top of page

O desafio de liderar quando você se torna líder dos seus colegas de trabalho

Uma participante do processo de mentoria do Instituto CNV Brasil contou do dilema que entrou quando assumiu a sua equipe, a equipe que antes integrava como colega.

Ela se viu em meio a amigos, aqueles que ela queria manter a conexão além da diferença hierárquica, mas não sabia como diferenciar a amizade do papel de liderança. E também em meio aos colegas não tão próximos, alguns até desapontados pela escolha da nova líder, com quem ela pensava que precisar mostrar ser capaz, e logo, para ganhar autoridade.

O desconforto e desafio de liderar nesse contexto a deixaram em uma situação delicada, com questionamentos sobre sua capacidade e energia e a dúvida entre tentar ser amiga de todos ou entrar em um modelo de comando e controle para já se posicionar em seu papel. E já sabemos o caos que pode acontecer se um líder escolher um desses dois extremos, não é mesmo?

Os pontos que trabalhamos juntas, então, foram esses que trago aqui para que, quem esteja vivendo esse momento, possa usufruir também. São os três:


1 - Aproveite a estrutura hierárquica

Por mais que, em alguns momentos, a estrutura hierárquica seja um desafio para fluirmos como equipe, se você assumir o papel de liderança pensando que a hierarquia é um problema por si só, você terá um desafio ainda maior para estabelecer confiança.

Se pergunte então: Ter a hierarquia tem favorecido a equipe em quais aspectos? E o que tem desfavorecido? Por exemplo, se você, como parte do time, sentia falta de espaço para criar e lhe faltava flexibilidade para fazer diferente, busque entender os motivos dessas limitações, converse com as lideranças mais altas e abra a pauta como uma preocupação sua. Depois retorne para o seu time, contando o que encontrou de possibilidades e limitações, e escute com empatia os impactos da estrutura em cada um. Dessa conversa podem sair ideias bastante significativas sobre como escolhem trabalhar em equipe, com a estrutura que não conseguem modificar hoje, aproveitando ao máximo seus benefícios.

A hierarquia lhe dá um espaço maior de poder. Isso só é um problema quando você não possui habilidades sociais que sustentam esse poder.

Você é a pessoa que pode trazer segurança psicológica e apoio para esse time brilhar não só com resultados, mas também como pessoas. Colocar em prática princípios da Comunicação Consciente (veja mais no Instituto CNV Brasil) pode lhe apoiar a ter conversas poderosas com a alta direção e ter espaço para ouvir com qualidade o seu time, ainda se mantendo em coerência com o que é importante para você como indivíduo.


2 - Você foi escolhido por algum motivo. Lembre-se disso!

É normal sentir a instabilidade que qualquer início tem, mas se tornar pequeno diante dos outros ou disfarçar sua ansiedade vestindo um papel de "sabe tudo" não são os melhores caminhos. Provavelmente não foi uma pessoa só que pensou em você para estar na liderança dessa equipe. Um time de líderes decidiu que você era a pessoa certa para estar onde está. Se você tem a tendência de entrar na síndrome do impostor, fique atento! Confie nas pessoas que escolheram você como líder.

Liderança não é um cargo, é um fenômeno. Tudo o que você vai construir agora com o seu time faz parte da modelagem desse fenômeno e você não precisa se tornar uma pessoa diferente para isso. O que precisa é saber como trazer suas fortalezas para somar ao time e assumir seus desafios com autorresponsabilidade e abertura para seguir aprendendo.

Construir o fenômeno da liderança envolve um conjunto de habilidades. No Instituto CNV Brasil, sintetizamos a construção desse fenômeno em 3 grandes pilares, que apelidamos de 3C’s da liderança: Comunicação, Confiança e Co-criação.

Comunicação: Ser capaz de escutar e ouvir necessidades de forma transparente e assertiva é fundamental para conseguir estar com o time remando o mesmo barco. Entender a comunicação no papel de líder é ganhar maestria no delicado balanço entre foco no resultado e foco nas pessoas.

Confiança: Saber como construir confiança, segurança psicológica e coesão de ideias e sentido, é o que vai fazer o seu poder de influência aumentar e o dia a dia ser fluido e leve. Saber mostrar suas imperfeições como líder incentivando e criando conforto para que todos tragam sua vulnerabilidade e honestidade, mora aqui também. É somente com essa habilidade, junto com a anterior, que você vai ultrapassar a barreira das pessoas que estão resistentes por você ter se tornado a liderança do time; e vai construir pontes de conversas difíceis sobre o trabalho, mantendo a amizade com os colegas que se tornaram liderados.

Co-criação: E, com a capacidade de desapegar de uma única solução como saída para problemas diários, a inovação e sabedoria de criar em conjunto conseguem entrar no time.

Em resumo, confiar em si mesmo e em suas habilidades é fundamental. E seguir mapeando e consolidando novas habilidades também.


3 - Construa junto com o seu time. Você não está só.

Você já sabe, mas insisto em lembrar: você não precisa fazer tudo sozinho! Uma abordagem colaborativa pode ajudar a construir um senso de unidade e apoio em sua equipe. A CNV é um excelente caminho, mas se lembrar também de pedir apoio ao seu redor é fundamental!

Talvez você já tenha tentado de algumas formas diferentes buscar a coesão do time para um resultado e não conseguiu.

Se a criatividade está começando a acabar, não hesite em pedir ajuda a pessoa que é sua líder. “Pensei em tentar mais uma vez, dessa outra forma, chegar nesse resultado, mas me conto que talvez você tenha algo interessante para me dizer que apoiaria com isso. Topa me contar o que você faria diferente?”

Além disso, ao pedir apoio também para a equipe, pensando em como sair daquele dilema em conjunto, pode lhe fazer identificar oportunidades e promover um ambiente mais colaborativo e produtivo.

Em resumo, não tente trabalhar sozinho. Você não precisa saber tudo o tempo todo. O fenômeno da liderança também se constrói junto.

Você está com uma grande oportunidade de crescimento e desenvolvimento pessoal em suas mãos. Aproveite para estar junto com outros líderes e desenvolver suas habilidades sociais. A Comunicação Não-Violenta também é uma grande aliada na construção dessas habilidades. Conheça os nossos cursos e siga também os conteúdos sobre Comunicação Consciente em Instituto CNV Brasil

Komentar


bottom of page