3 dicas para levar consciência às suas mensagens de texto

No mundo das mensagens de WhatsApp, SMS, e-mails e todas as possíveis formas de conversas de texto, nos vemos em duas situações: distantes o suficiente para nos protegermos por detrás das telas e próximos o suficiente para vencermos as distâncias mais assustadoras.


O filósofo Leandro Karnal fala sabiamente sobre o Dilema do Porco Espinho que aparece na geração Y (minha geração) e nas seguintes com força total.

Distantes, estamos sós; quando nos aproximamos, nos machucamos com nossos espinhos, por dificuldade de nos relacionar.

Poderia colecionar dos meus tantos atendimentos as queixas sobre os desafios da comunicação. Muitas sobre mensagens de texto, e-mails e comunicações à distância, em geral.


O Dilema do Porco Espinho está presente no mundo das mensagens, pois é por meio delas que conseguimos ser mais vulneráveis, a ponto de dizer coisas que não conseguiríamos dizer; ao mesmo tempo, é o lugar onde não conseguimos demonstrar tudo o que gostaríamos.


Eu mesma cresci no mundo dos "bate-papos on-line". Foi assim que aprendi a digitar tão rápido quanto digito hoje, e foi assim também que aprendi a gostar e achar muito mais cômodo me comunicar por escrito do que por telefone.


Confesso que ganhei muitas coisas ao aprender a gerenciar meus contatos por mensagens. Hoje, depois de conhecer mais sobre as vantagens e desvantagens desse mundo, por minha experiência pessoal e escutando os resultados de meus clientes, intensifiquei o uso dessas ferramentas, levando três coisas em consideração:


1. Auto conexão faz diferença

Se tem uma vantagem que as mensagens de texto nos proporcionam é o tempo suficiente para que possamos nos centrar e estar presentes para a resposta que vamos dar. De maneira consciente e mindful, ou seja com atenção plena; podemos nos colocar em plena capacidade de escuta e também d