Talvez esse seja o início do livro que conta a nossa história.

O Instituo CNV Brasil nasceu de dois grandes conflitos.

Em meados de 2016 a Jade Arantes (nossa Jade) entrou em contato com o livro da Comunicação Não-Violenta de Marshall Rosenberg (aquele laranjinha de que tanto ouvimos falar). Encantada com as possibilidades que ela encontrou na CNV (e não sabendo falar de outra coisa), compartilhou com seu sócio, na época, Alex Cabon, sobre o seu desejo de aprender mais e realmente viver tudo o que havia lido!


Alex (se você o conhecesse provavelmente imaginaria a energia boa que ele colocou nisso) sugeriu que mergulhassem profundo nesse aprendizado convidando um amigo e experiente treinador francês, que estava levando a CNV para a Índia, para vir ao Brasil compartilhar o que sabia.


A energia de trazer Marc Avanzo ao Brasil uniu um grupo (hoje todos queridos amigos) que fizeram esse primeiro treinamento acontecer. Foi no dia 01/01/2017 que Jade, Nolah Lima e Cristiane Chaves (nossas queridas Nolah e Cris) se encontraram na mesma sala para praticarem a CNV juntas pela primeira vez.


Jade e Alex pareciam bem em sua sociedade, nenhum conflito se mostrava aparente, havia somente um incômodo não declarado, que vinha afastando os dois aos poucos. Assim como na sociedade, na época, de Nolah e Liliane (nossa amada Lili), tudo parecia bem.


Nolah se apaixonou tanto pela CNV que carregou a Lili, que estava morando do outro lado do mundo, para também embarcar nesse mergulho. Juntos, os quatro, planejaram mais uma vinda de Marc Avanzo ao Brasil.


Durante os preparativos desse segundo treinamento, o olhar para nossa verdade mais íntima, a que a CNV nos convida, revelou a tensão que existia nesses relacionamentos. Todos muito engajados em manter a harmonia na relação deixaram de dizer importantes honestidades que se tornaram feridas abertas.

Foi com o apoio de Marc, em mediações afetivas (um tanto catárticas) e durante o próprio treinamento no Brasil, que eles puderam, juntos, clarear a origem dos incômodos que carregavam e cuidar dos machucados em conjunto.


Talvez esse tenha sido um dos momentos mais doloridos na vida de alguns deles. Mexer em feridas que estavam escondidas não foi nada fácil. Mas a humanidade e gentileza que Marc trazia com as palavras da CNV, apoiaram com que o processo fosse de uma cura e transformação que todos carregam para a vida.


Desmitificando a ideia de que a CNV sempre resolve conflitos mantendo tudo como está, Jade e Alex continuaram com o amor que tinham, mas decidiram seguir caminhos separados, cada um com seus projetos e propósito de vida.


Lili e Nolah passaram algum tempo tentando entender como seguiriam juntas, porém em um modelo diferente do que já vinham vivendo.


Foi em uma conversa calorosa em um café na Asa Sul, em Brasília (ainda conseguimos lembrar dos ipês amarelos floridos na época), que Jade e Lili tiveram a ideia de criar uma escola. Não era possível que uma prática tão poderosa fosse ainda tão pouco conhecida no Brasil!


Vamos trazer treinadores de todo o mundo para nos ensinar CNV e fazer o Brasil conhecer mais esse processo que mudou tanto nossas vidas! Lili, Jade e Nolah redirecionaram o norte de suas carreiras em facilitação e desenvolvimento humano e se juntaram para planejar esse sonho.


Foi na primeira reunião na nossa querida “salinha” da 303 norte, que percebemos que não poderíamos fazer esse projeto acontecer sem a companhia da Cris. Ela já se empenhava em estudar a CNV, anfitriar círculos empáticos e compartilhar o que sabia. Era a energia que faltava para formar o quarteto que fundou o instituto em outubro de 2017.


Foi um ano depois deste contato que oferecemos a nossa primeira turma introdutória em

CNV, esta turma da foto ao lado, em 2018. Uau, que emoção e que frio na barriga... Hoje, 4 anos depois, mais de 600 horas de treinamentos para aprender ainda mais, mais de 10mil alunos, retiros, imersões e maiores em todos os sentidos, agora com Flávia, Erika e Luciana entrando na equipe, podemos dizer que temos nosso sonho realizado. Tudo isso graças a vocês que compartilharam conosco a mesma busca, Comunicação Não-Violenta.


Chegar até aqui nos faz querer celebrar e ir ainda mais longe. Hoje, com a sabedoria e experiência que adquirimos nesses anos, estamos terminando de construir um programa que sintetiza tudo o que já aprendemos com a visão de diversos treinadores que admiramos profundamente, e com as nossas vivências, e metodologias desenvolvidas, além dos nossos estudos das obras do próprio Marshall Rosenberg, é claro.


É com esse frio na barriga que contamos pra você, em primeira mão, que lançaremos em Setembro o Programa Intensivo de Capacitação em Comunicação Não-Violenta. Seguimos pertinho contando com a sua companhia para te contarmos tudo sobre ele nas próximas semanas, e quem sabe te ter participando conosco desse percurso intenso de 6 meses.


Se quiser acompanhar mais de perto as divulgações sobre detalhes do programa, clique AQUI para entrar nos grupos do WhatsApp, telegrama ou para receber nossa newsletter.


Autoria: Liliane Sant'Anna;

Revisão: Flávia Amorim e Jade Arantes